Categorias
Sem categoria

Financiamento de caminhões usados ganha força no Banco Mercedes-Benz

Com CDC Flexibility, venda de caminhões usados no Banco Mercedes-Benz chegará à marca de R$ 200 milhões em 2020

Banco Mercedes-Benz chegará à marca de R$ 200 milhões em financiamentos de caminhões usados por meio de CDC em 2020. A linha de crédito está disponível desde 2019, mas ganhou destaque neste ano por causa da lata na procura por usados.

O bom resultado é reflexo também da parceria com a SelecTrucks, divisão de caminhões usados da marca. A informação é de Diego Marin. Ele é diretor de Vendas e Marketing do Banco Mercedes-Benz.

“É um negócio menor na comparação com o financiamento de novos, mas evoluímos muito”, diz. Em 2020, o volume destinado ao financiamento de caminhões novos deverá somar R$ 4,8 bilhões.

Agronegócio puxa setor de caminhões usados

Em entrevista ao Estradão em setembro, o gerente da SelecTrucks, Luiz Pereira, disse que o aumento das vendas de caminhões usados em 2020 foi motivado pelo agronegócio.

Segundo ele, os pequenos transportadores tiveram de correr para atender a demanda. Em outras palavras, muitos optaram por investir em caminhões usados.

Além disso, há modelos zero-km em falta no mercado. Além disso, de acordo com Pereira, as parcelas mais baixas são um grande atrativo.

Sobretudo na comparação do CDC do Banco Mercedes-Benz ante a modalidade convencional. Contudo, o cliente precisa ficar atento. Afinal, há uma parcela residual. No fim do contrato, ela deve ser paga.

CDC Flexibility tem planos especiais

CDC Flexibility. Esse é nome do produto do banco da marca alemã. Dá para dar uma pequena entrada e pagar parcelas fixas reduzidas. Há uma final no valor de recompra do bem.

No fim do plano, a recompra é garantida. E pelo valor previamente definido. Isso facilita a troca por outro modelo. Contudo, para ter direito a essa facilidade o cliente tem de cumprir as cláusulas do contrato.

Há opções de financiamento de 24 a 60 parcelas para os modelos Mercedes-Benz Atego e Accelo,  De acordo com a empresa, tanto para caminhões usados quanto para novos.

Além disso, o valor das parcelas pode ser até 54% mais baixo que o de financiamentos convencionais. A informação é do Banco Mercedes-Benz.

Volvo também tem linha de crédito para caminhões usados

Estradão também consultou DAF, Iveco, Volkswagen Caminhões e Ônibus e Volvo. Apenas a Volvo oferece uma linha de crédito para financiamento de caminhões usados.

Segundo informações do banco da marca sueca, trata-se do CDC pré-fixado. Os clientes que mais optam por essa modalidade são caminhoneiros autônomos e frotistas de pequeno e médio porte.

Há opções de planos de 48 a 60 meses. Os contratos de CDC correspondem a 90% dos negócios do banco com caminhões usados, segundo informações da Scania.

Por último, os 10% restantes correspondem ao consórcio. A instituição financeira bateu recorde no volume de financiamento de caminhões usados em 2020.

CDC para caminhões novos e usados

Afinal, o CDC é a modalidade de crédito mais procurada por frotistas na hora da compra de caminhões usados e novos. Por exemplo, essa linha tem 48% de participação nos negócios a prazo.

Em seguida vêm o Finame, com 30%, e o consórcio, com 4%. Os dados são da Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras, a ANEF.

As principais vantagens do CDC são a menor burocracia e as taxas de juros pré-fixadas. E até novembro essa modalidade era isenta do IOF. Trata-se do Imposto sobre Operações Financeiras.

Selic é a mais baixa da história

A isenção também ajudou a impulsionar as operações de CDC. Mas o fim do benefício não deve reduzir drasticamente a vantagem do CDC em relação ao Finame, por exemplo.

A opinião é do diretor de Vendas e Marketing do Banco Mercedes-Benz. Ainda assim, a procura por operações por meio do Finame voltou a crescer.

Isso porque o Finame é atrelado à Selic. Trata-se da taxa básica utilizada na economia brasileira. E os juros estão no nível mais baixo da história.

Fonte: https://estradao.estadao.com.br/caminhoes/financiamento-de-caminhoes-usados-ganha-forca-no-banco-mercedes-benz/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *